terça-feira, 23 de abril de 2013

Pra onde voltar...

Nem sempre a minha boca consegue dizer o que eu quero.Ainda bem que tenho dedos.Se o gênio da lâmpada aparecesse pra mim e dissesse que só posso fazer um pedido pra minha vida,presta atenção,seria esse: nunca me perder de você.Porque nem sempre eu  sei pra onde  ir,mas sempre,sempre mesmo sei pra onde quero voltar.



"Meu deus me dá cinco anos,me dá a mão,me cura de ser grande."
Adélia prado - lindeza

8 comentários:

  1. Que saudade de passar por aqui pra beber um pouco dsa tua poesia Taninha.
    Texto e música maravilhosos!!! Bjss

    ResponderExcluir
  2. Saudades minha amada poeta....
    Como disse sabiamente a Regina, é bom demais passar aqui e beber da tua poesia, que sempre é escrita com o coração...!!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Saudades enormes de vc 'sol da manhã'.Beijo querida minha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tania, amada!!

      Conte comigo pra conversar e no que eu puder ajudar não se acanhe, mas infelizmente vivo na era dos dinossauros e nao tenho Face e acredite nem celular, por opção mesmo..., mais tenho MSN e e-mail, anota aí: fabianafasanaro@hotmail.com

      Bjos!!!

      Excluir
  4. Querida amiga

    Cada palavra
    que inspira
    nossa vida,
    acorda novos
    sentidos
    em nossa caminhada.

    Viver é acima de tudo,
    a arte de abraçar os sonhos.

    ResponderExcluir
  5. Aluisio muito feliz , que goste de me ler!!Muitooo!Um beijo

    ResponderExcluir
  6. Cada vez que eu venho aqui, e vejo você se descortinando com tanta propriedade, tão sucinta, tão precisa, respiro fundo e digo a mim mesma.
    Agora ela disse tudo.
    O!! cabecinha boa, tem essa Tânia, não é à toa que ela tem tanta bagagem a compartilhar.
    Você é meu minuto de sabedoria.
    Salve Tânia.
    Bjs.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Beijos querida minha!Salve Wilma!

    ResponderExcluir

Diga-me tudo...