segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

the singing of the soul

Agora me diga meu amigo: porque muitos sentimentos ficam guardados?
Por que as pessoas não dizem o que sentem?
Por que não se olham verdadeiramente nos olhos?
Por que os abraços são tão tímidos ou estranhamente apertados?
Por que as vezes sentimos vergonha de dizer que estamos loucos de saudades?
Porque simplesmente não nos deixamos ser?
Por que não nos deixamos levar?
Por que por vezes evitamos amar?


Eu quero falar sobre essas coisas .Quero dizer pra um montão de gente que o mundo
vigente está dormente.Quero me plantar na terra,e quando vier a colheita,que o meu fruto 
seja o melhor de mim.Que o meu sabor seja fresco.Que a minha vida seja feita de 'inteirezas',dessas que não se acovardam diante da queda .Esses sentimentos são tão grandes dentro de mim,que as vezes eu não consigo expressar o tamanho de tudo que sinto.
Ah! Quando nos aprontaremos a cantar as nossas almas?






9 comentários:

  1. Que lindo penasamento Tânia querida!!!
    Todos nós queremos semear e colher o melhor de nós mesmos!
    Bjus tenha uma semana abençoada!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. pois é andamos com vergonha de muitas coisas
      de sentir de dizer que sente
      o mundo esta nos condicionando a isso

      bem colocado..a maioria das pessoas andam dormindo
      nao se preocupam com coisas essenciais

      belo?!!

      ah e voltei a logosfera obrigado pela visita te sigo bjus

      Excluir
    2. ah sim e amo musica e curti essa ai

      Excluir
  3. As vezes me pego pensando muito nisso.
    A dificuldade que hoje enfrentamos em ser o que somos! É tão díficil ser só metade quando nos sentimos inteiros, chega a ser confuso o fato de querer e não fazer, sentir e fingir, pensar e não dizer...

    Não vejo a hora desse mundo dormente se abrir bem à nossa frente.

    ResponderExcluir
  4. De nuevo por tu casa, disfrutando de las cosillas que nos dejas.

    Saludos y un abrazo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Tânia!
    Tô passando, primeiro, pra pedir desculpas pela ausência. Segundo, pra desejar, beeeem atrasadinha, um 2012 MUITO, MUITO FELIZ E CHEIO DE SAÚDE!!!
    Como é q vc tá, linda? Inspirada e poética, como sempre, né?!
    É isso aí!
    Gde beijo e fica com Deus!

    ResponderExcluir
  6. Olá... essa postagem diz tudo sobre mim...
    Pensei muito em voltar a ativa... no que falar... sobre o que dizer...
    ai me peguei aqui nesta postagem...
    Vc foi dez!
    Um abraço
    Lane

    ResponderExcluir
  7. Querida Tânia, penso como tu; que os homens estão desaprendendo o sentido de amar, que se trancam em copas em um mundo caótico e perturbado. Que não sabem o que querem ou conseguem expressar o que sentem. Somos estranhos no ninho, mas ainda assim nos resta a certeza que iremos voar, mais alto e além do que a miséria humana possa pensar. Porque transcendemos o banal e o trivial e somos seres amorosos que não se culpam por amar. Bjs do amigo, Moran

    ResponderExcluir

Diga-me tudo...